9.11.05

Brasil! Que cara é essa?


Os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, acusados de envolvimento na morte do casal Manfred e Marísia von Richthofen, em São Paulo, em 2002, deixaram nesta tarde a Penitenciária. A decisão é uma extensão dos efeitos do habeas-corpus concedido no final de junho à Suzane, que aguarda o julgamento em liberdade. Ela foi libertada no dia 29 de junho, após decisão do STJ. O casal foi morto a pauladas pelos irmãos Cravinhos. O motivo teria sido a proibição do namoro de Suzane e Daniel.

Detesto falar sobre coisas amargas. Prefiro sempre ver o lado bom de tudo. Mas, para a minha surpresa, percebo que aqui no Brasil, cada um de nós tem o direito de matar uma pessoa. Mas, atenção! Uma pessoa apenas! Se você for réu primário, existem muitas atenuantes ao seu favor, então aproveite. Escolha bem quem você vai querer eliminar. Esse é o lado amargo de uma lei que te protege caso cometa um crime por acidente, sem querer. Mas até onde isso vai?
Em Sousas, um sócio da padaria que eu freqüentava matou o outro por desentendimento financeiro. Os dois discutiam ao telefone até que o primeiro disse que ia à casa do outro resolver o assunto pessoalmente. O segundo abriu a porta e recebeu chumbo a queima roupa. Até onde sei, o assassino está solto, a padaria fechada e duas famílias destruídas.

Nenhum comentário: